Lei que torna obrigatório o exame toxicológico completa 2 anos.

07 MAI 2018
07 de Maio de 2018

Psychemedics, líder mundial em exames toxicológicos desde 1987, realiza este exame no Brasil desde o início dos anos 2000

 A Lei Federal 13.103/15, que torna obrigatória a realização do exame toxicológico de larga escala de detecção para motoristas profissionais nas categorias C, D e E, completou 2 anos. A lei, que é regulamentada pelo CONTRAN e Ministério do Trabalho, é a primeira política pública para prevenir o uso de drogas por motoristas desde o início do Código Brasileiro de Trânsito.

No Brasil, os veículos pesados representam somente 4% de toda a frota de veículos automotores, entretanto, estão envolvidos em quase 40% dos acidentes em rodovias federais e 53% dos acidentes com vítimas fatais. Estes dados conferem ao Brasil a desonrosa 3° posição entre os países com maior número de mortes no trânsito, segundo relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU).

O exame toxicológico de larga janela de detecção, entretanto, comprovou sua eficácia diminuindo em 38% o número presente nas estatísticas de acidentes com caminhões nas rodovias federais do país, já nos primeiros seis meses da obrigatoriedade, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal.

O exame permite detectar o uso de drogas ao longo de no mínimo 90 dias antes da coleta do material, podendo se estender a até 180 dias. Para atender a demanda de mais de 3 milhões de motoristas no país, a Psychemedics, laboratório toxicológico credenciado pelo DENATRAN estruturou sua rede de coleta com mais de 4 mil pontos espalhados pelo Brasil.

De acordo com pesquisa do IBOPE em 2015, cerca de 93% da população aprova que o exame seja obrigatório para motoristas de veículos pesados. Atualmente no Brasil, o exame é adotado pelo Exército, Marinha, Aeronáutica e pelas polícias Militar, Federal, Civil e Rodoviária Federal, além do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal de diversos estados.

Fonte: Psychemedics Brasil

O post Lei que torna obrigatório o exame toxicológico completa 2 anos apareceu primeiro em Transporte Digital News.   

Voltar