Daimler fecha 2018 como maior fabricante de caminhões do mundo.   

17 JAN 2019
17 de Janeiro de 2019

A Daimler Trucks, dono das marcas Mercedes-Benz, Fuso, Freightliner, Western Star, Thomas Built Buses e BharatBenz, fechou 2018 com a venda de mais de 500.000 caminhões em um levantamento prévio divulgado dia 3 de janeiro. Em 2017 foram vendidas 470.700 unidades. Os números exatos serão divulgados no dia 6 de fevereiro. Com este resultado, a Daimler Trucks diz que ela é a maior fabricante de caminhões do mundo. Na China há fabricantes que dizem produzir volumes maiores, mas lá, eles incluem comerciais leves de carga, inclusive picapes, na mesma estatística.

Brasil ajuda na conta

A empresa obteve crescimento praticamente todos os mercados do mundo e destaca também a América Latina: “Daimler Trucks aumentou significativamente suas vendas unitárias nos primeiros onze meses em 26%, para aproximadamente 34.400 caminhões (período do ano anterior: 27.300). Uma contribuição significativa veio do crescimento das vendas no Brasil, o principal mercado da região. Em aproximadamente 19.300 veículos, as vendas cresceram 59% (período do ano anterior: 12.200). Com uma quota de mercado de 27,7% por cento, a marca Mercedes-Benz foi mais uma vez líder de mercado nos segmentos de média e pesada. Apesar da crise econômica, a Daimler Trucks usou sistematicamente os últimos dois anos para focar no futuro – entre outras coisas, modernizando de forma abrangente suas instalações de produção. Na fábrica de São Bernardo do Campo, por exemplo, a Mercedes-Benz colocou em operação uma nova linha de montagem de caminhões de última geração, atendendo às normas da indústria 4.0 em 2018”, diz o comunicado internacional da companhia.

Apesar do comunicado internacional da Daimler não contemplar os números dos 12 meses de 2018 da Mercedes-Benz, a TRANSPORTE MUNDIAL já havia divulgado ontem (3/01) o resultado consolidado de emplacamentos do ano (veja aqui o total de todas as marcas de caminhões)

No caso da marca Mercedes-Benz, as vendas de caminhões foram de 22.290 unidades (participação de mercado de 29,16%).

                                                  
Voltar